Biodigestores em polietileno reduzem os impactos ambientais em propriedades rurais

11 - jan - 19Biodigestor

Material impermeável é a matéria-prima principal na fabricação de equipamento que trata o esgoto doméstico de residências

“Leve, resistente e seguro, essas são as três principais características de um Biodigestor fabricado em polietileno”, explica Filde de Oliveira, Gerente de Produção da Tecnipar Ambiental.

 O polietileno é um tipo de plástico que pode ser aquecido e moldado pelo processo de rotomoldagem. Sua elevada resistência química e solventes, além do fato de ser de fácil moldagem, ter boa estabilidade térmica e alta resistência a fratura, fissuras por flexão ou fadiga (esforço repetitivo) o torna material ideal para a produção desse tipo de equipamento.

 Assim como as fossas sépticas, o Biodigestor fabricado em polietileno também é utilizado enterrado ao solo. Mas por ser mais resistente e impermeável do que os anéis de concreto, se torna a solução mais segura para propriedade e seus moradores, principalmente àqueles que tiram seu sustento do solo. “Se instalado corretamente, em local sem pedras ou material perfurante, cheio d’água durante o aterramento e com a tampa protegida de grandes cargas, o Biodigestor não irá se romper. Deixando totalmente livre de contaminação não só o terreno em sua volta mas também o lençol freático abaixo dele.”, detalha o engenheiro ambiental Diego Fonseca.

Outra característica importante do Biodigestor é o seu formato. A parte superior é cilíndrica para aumentar ainda mais a resistência do equipamento e melhorar a aderência ao solo. Já o fundo é cônico para facilitar a decantação dos sólidos e a extração do lodo.

 Durante o processo de fabricação do modelo de 600 litros, são utilizados 25kg de polietileno, que é aquecido por 15 minutos a 200°C. O produto final é um Biodigestor capaz de tratar o esgoto de uma família de até seis pessoas.