•  

  • © 2019 Tecnipar Ambiental - Todos os direitos reservados

Tecnipar Ambiental apresenta equipamento capaz de tratar a água de chuva

January 14, 2019

Ao contrário do que se imagina, a água que cai nos telhados de edifícios e residências deve ser tratada e estar de acordo com norma brasileira antes de ser utilizada

 

  A água é um recurso cada vez mais caro. Por isso, o aproveitamento da água de chuva é uma prática sustentável que garante a conservação dos recursos hídricos, reduz o consumo de água potável e gera economia financeira. Esses devem ser alguns dos motivos que levou a Associação Brasileira de Normas Técnica (ABNT) a redigir a NBR 15527/07, norma que apresenta os requisitos para o aproveitamento de água de chuva coletada em coberturas de áreas urbanas para fins não potáveis.

 

A chuva ao cair entra em contato com poluentes, tanto no ar (poluição atmosférica) como nas superfícies dos telhados de edificações. Por isso, ela não é considerada própria para uso, mesmo que pareça limpa. Segundo a norma brasileira, a água de chuva coletada pode ser utilizada desde que passe por um tratamento e seu uso deve ser restrito para fins não-nobres, como por exemplo, descargas em bacias sanitárias, irrigação de gramados e plantas ornamentais, lavagem de veículos, limpeza de calçadas e ruas, limpeza de pátios, espelhos d'água e usos industriais.

 

A Tecnipar Ambiental, empresa especializada em desenvolver soluções de saneamento, apresenta um equipamento capaz de deixar a água precipitada em condições de uso. Com um filtro cartucho do tipo PP (polipropileno) e uma bomba dosadora automática de cloro, o ETA-Chuva Tecnipar é capaz de tratar até 10 m³/h de água. Além disso, seus sensores permitem acompanhar, em tempo real, via aplicativo ou painel, quando as trocas de cloro ou filtro devem acontecer.

 

A instalação é bem simples. A água da chuva deve ser coletada pelo sistema de calhas do telhado e acumulada em um reservatório. A bomba do ETA-Chuva Tecnipar é acionada para puxar essa água, filtrá-la e fazer a dosagem automática de cloro, para desinfecção. Em seguida, a água está pronta para ser utilizada e deve ser armazenada em outro reservatório.

 

Veja como calcular a economia gerada pelo equipamento:

 

Exemplo

A área de telhado de um edifício comercial é de 500m², a média de chuva anual na cidade do Rio de Janeiro é de 1278 mm e a tarifa da Cedae é de R$26,21/m³ (tarifa Comercial CEDAE 2018 – consumo maior que 30m³/mês).

 

Logo, o cálculo de economia gerada é o seguinte:

= [((1278÷12)÷1000 x 500) x 0,8] x (26,21 x 2)

= [((106,5÷1000) x 500) x 0,8] x 52,42

= [53,25 x 0,8] x 52,42

= 42,60 x 52,42

= R$2.233,09 de economia mensal

Please reload

Our Recent Posts

Please reload

Archive

Please reload

Tags